Mulheres e videogames

Depois de algumas postagens no tumblr e experiências próprias, resolvi fazer esse post. Basicamente é uma análise sobre mulheres e o mundo dos videogames.

Bom, vou começar com um pouco sobre mim. Eu sou gamer desde a época do Game Boy Color e Mega Drive. Eu sempre joguei muito videogame e eu ainda jogo muito videogame. Eu lembro que a primeira vez que pensei nessa relação entre mulheres e videogames foi com Pokemon Yellow. Eu sempre me perguntei porque eu não podia ser uma menina no jogo. Já que a gente não jogava como o Ash e sim como um personagem criado por nós, por que eu não podia ser uma menina?

Então veio a segunda geração, com pokemon Silver, Gold e Crystal. Eu só consegui comprar quando já tinha saído a Crystal e essa se tornou a minha fita preferida e é até hoje. Há vários motivos para ela ser minha preferida, mas o que importa aqui é que a Crystal foi a primeira fitinha de pokemon que você podia escolher ser uma menina. Mal sabia eu que aquele pensamento de criança seria um dos primeiros de muitos pensamentos feministas.

Esse padrão de “escolher a personagem mulher” se seguiu por outros jogos também. No Mega Drive, a maioria dos meus jogos eu podia ser mulher. Mas a falta das mulheres sempre me incomodou. Claro, não em jogos como Sonic que a questão ali é o personagem Sonic, mas em outros que ser uma mulher não traria diferença, continuávamos a jogar como homens.

Então eu cresci, comprei outros jogos e outros videogames, agora não ligando mais tanto pra essas coisas e percebi que algumas coisas estavam mudando. Tinham dois gêneros que tinham adotado mulheres como protagonistas em peso: Survival Horror e Luta. Cada um com um propósito diferente, passando mensagens diferentes, e claro, alguns fugiam das regras.

Os jogos de luta eram os mais apelativos. Todo mundo aqui que jogou Mortal Kombat já sabe ao que vou me referir: As roupas. As personagens (as poucas no começo que aumentaram com as novas versões lançadas) andavam quase nuas. Tudo bem, muitos personagens masculinos também andavam sem camisa, mas boa parte andava bem vestido e quase todas (não quero dizer todas pra não ser injusta, mas das primeiras versões não lembro de nenhuma muito vestida) andavam seminuas, e não me venha com “não era pra apelar pro público masculino” porque era sim. Sempre foi. Tinha um outro jogo de Play Station 2 chamado Rumble Roses que se não me engano só tinha personagens femininas. E semi nuas. Outros jogos já como Tekken não tinham tanta apelação, aliás pelo que eu me lembro não tinha apelação pra vestimenta alguma de nenhum lado.

Já nos jogos de Survival Horror a conversa era outra. As mulheres não estavam semi nuas, mas estavam indefesas, frágeis e fracas. Usar uma mulher como protagonista nesses jogos era como aumentar a dificuldade, elas corriam menos, eram menos ágeis e se desesperavam mais. Haunting Ground, Fatal Frame (vou tirar o 3 dessa lista porque tivemos homens e todos os personagens eram mais ou menos a mesma coisa na jogabilidade), Rule of Rose, entre outros. Tiro o Resident Evil, que sempre tinha personagens bem preparados para as lutas (vai, tirando algumas) e Silent Hill que o que fazia o protagonista ser fraco e assustado não era o gênero, e sim a pessoa em si (por exemplo, se o personagem era policial era mais fácil de jogar do que com uma pessoa sem experiência com armas).

E então é só olhar pra todo o resto. Claro que vemos jogos que não usam essa apelação, mas há outros que tem uma personagem feminina aqui e ali só para mostrar o quão gostosas são. No marketing de jogos isso também não escapa, um dia comprei uma revista de jogos pra ler umas matérias e me deparei com um pôster de uma personagem semi nua. E eu preciso citar o fato de que eu alguns MMORPG quando mais aberta a armadura das mulheres, melhor é a armadura. Na lógica das lutas isso não faz nenhum sentido, já que se é mais aberta é mais fácil de matar o adversário, não?

Por que ela está seminua? Por que o cara não está seminu também? As mulheres nos jogos não estão seminuas porque querem, mas porque um produtor por trás (muitas vezes, homem) a fez ser daquela forma.

Agora, que nem, em Heavy Rain uma das personagens precisa seduzir um cara pra tentar roubar informações, então ela corta a saia e abre o decote. Ali não é um apelo para o jogador, faz parte da narrativa, ela está daquele jeito por um motivo, não pelo simples fato que eles querem mostrar uma mulher nua no jogo. O mesmo acontece no Dragon Age 2 onde uma personagem feminina anda com roupas mais curtas porque ela gosta, tanto que as outras não andam como ela, nesse caso é porque a personalidade da personagem foi construída de um jeito que fizesse ela gostar de roupas curtas.

Ainda hoje vemos muitas personagens seminuas pelo apelo, poucas protagonistas mulheres fortes. Em RPG’s que você pode escolher o gênero da personagem, o marketing é feito em torno do personagem homem (basicamente todos os jogos da Bioware até o Dragon Age 2, porque no Mass Effect 3 vimos vídeos da Shepard mulher).

Além disso o fandom não perdoa. Algumas personagens mulheres são odiadas pelo fato de que são mulheres e estão querendo “dar uma de homem” (Anora de Dragon Age Origins, aliás essa personagem é tão polêmica que eu podia fazer uma postagem só dela). Porém eu já percebi, pelo menos no fandom da Bioware (que é um fandom bem difícil diga-se de passagem) que há muitos defensores  das personagens mulheres.

Com os fãs também a coisa não foge muito daí. Sigo várias páginas de games no facebook e de vez em quando sou bombardeada de imagens de mulheres seminuas jogando. E não vamos esquecer das piadas. Não me entendam mal, eu ri nas primeiras vezes, o problema é quando a piada já foi contada 30 vezes, perdeu a graça e os caras continuam falando isso e acreditando. Sub Zero amarelo e Mário verde são os mais comuns, junto com “ensine sua namorada a jogar porque você precisa de um healer” quando talvez ela queira ser warrior, mas os homens insistem em fazer essas piadas sem graça, não?

E por favor, não vamos nos esquecer das fotos. Vira e mexe aparece uma foto de uma mulher “gostosa e sexy” jogando videogame, às vezes nua. Inclusive a foto que eu tô usando nesse post é exatamente porque foi difícil achar uma sem apelação erótica (nos primeiros resultados das buscas).

Voltando para as experiências próprias, eu sempre via as pessoa com cara de espanto quando eu dizia “eu jogo videogames”. Às vezes o espanto só vinha quando eu falava “Gosto de rpg, ação, survival horror, dragon age, mass effect, elder scrolls, assassins creed, uncharted, god of war, fatal frame…” porque acho que as pessoas achavam que eu ia responder “The sims e harvest moon” (que eu jogo às vezes também). Sim, nós mulheres gostamos de jogos com violência, mistérios e história também, E também podemos jogar no hard (eu particularmente prefiro o normal). Mas normalmente a reação a seguir era “Nossa, que legal!” então tudo bem.

A grande questão: Por que isso acontece? Por que o meio dos games têm influências machistas? Simples, porque é um mercado voltado para homens. Mesmo que atualmente o número a porcentagem de mulheres gamers seja alta e represente grande parte do mercado, a mentalidade machista continua sendo predominante.

E então os comentários, sempre excelentes. Uma vez vi um cara dizendo “parem de reclamar de mulher nua (insira xingamento aqui), vocês mulheres invadem nosso mercado e querem mudar tudo? (insira xingamento aqui)”. Uma das coisas mais babacas que eu li. Você pode não gostar, mas eu garanto que as produtoras e desenvolvedores adoram que o mercado tenham aumentado, só vão ter que adaptar o marketing pra essa mudança, coisa que eles já estão fazendo. Posso citar aqui personagens femininas interessantes e com muita história. Claro, ainda há muito jogo com personagens semi nuas e que só existem para fazer algum sentido pro personagem masculino, mas aos poucos as mudanças estão vindo.

Ao mesmo tempo que é chato ainda ser rejeitada por parte dos fãs, é legal ver as próprias produtoras olhando para nós e se adaptando. Estamos ganhando lugar, nossas expectativas estão sendo correspondidas, mesmo que uns demorem mais que outros.

A postagem foge da onda de críticas de cinema porque eu não tenho visto mais filmes essa semana.

Gostou? Então curte a página e compartilha ‘cozamigo’: https://www.facebook.com/IdeiasEmRoxo

Anúncios

3 comentários sobre “Mulheres e videogames

  1. Ótimos argumentos! Concordo com todos, mas acho que ia ser meio estranho realmente se mudasse as vestimentas das mulheres do Mortal Kombat, pois eu jogo desde pequena e já estou acostumada com elas vestidas assim, então, acho que iria estranhar essa mudança no começo. Mas concordo com todo o resto, principalmente com o fato de que os homens são muito infantis em relação á fotos de mulheres semi-nuas, (não só em jogos, como em filmes, séries e animes) parabéns, ótima crítica como sempre.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s