Cersei e Jaime – Pra que mais uma cena de estupro?


 
Antes de começar, sempre é bom avisar: Esse post contém spoilers do terceiro episódio da quarta temporada de Game of Thrones e também do terceiro livro.
 
Então a cena da série é a seguinte: Cersei está velando Joffrey, que morreu no próprio casamento. Jaime chega e os dois ficam sozinhos. Papo vai, papo vem, eles se beijam, até aí tudo bem. Então Cersei se afasta e mais diálogo seguido de Jaime dizendo “Por que fui amar uma mulher tão detestável?” e beija ela de novo. Daí a coisa começa a ficar pesada: ele rasga as roupas dela, joga ela no chão e, mesmo Cersei claramente dizendo “não” e “pare”, ele continua.
 
Isso é estupro. Não é mais ou menos, não é meio, é estupro. Ela disse não, ela pediu pra parar e ele forçou.
Agora por que essa cena de estupro causou mais polêmica do que tantas outras? Quer dizer, Game of Thrones é cheio de estupro.
 
Porque essa não existe.
 
Eu sei que pra adaptar qualquer história mudanças precisam ser feitas, não tem jeito, vai mudar, e é bom que mude mesmo, não só pela adaptação em si, mas também porque além de criar novas possibilidades, é o papel criativo do diretor/roteirista/ator. Não é por isso que todas as mudanças são aceitáveis, como essa, por exemplo.
 
No livro é completamente diferente. A cena é chocante por causa do incesto e o lugar (dã, o filho morto deles tá logo do lado!!!), mas é claramente consensual, ninguém ali está sendo forçado.
 
Então por que eles mudaram? Além disso, o que essa mudança implica?
 
 
 
Vou começar pela segunda. Primeiramente, o estupro é completamente fora do personagem de Jaime. Isso pra mim, particularmente, é muito pesado, porque ao longo do livro, de “odeio esse cara” Jaime virou meu segundo personagem favorito. Um dos motivos é exatamente o fato de que ele é um dos únicos homens em Westeros que nunca estupraria ninguém. Ele perdeu a mão impedindo Brienne de ser estuprada!
 
Além disso, tem toda a parte da redenção do personagem. No começo ele parece ser um grande cretino e a partir da terceira temporada (e livro) começamos a entender o seu lado, que ele não era um traidor do rei, como foi difícil escolher entre seu dever e salvar uma cidade inteira, etc. Depois de tudo isso, fazendo ele ganhar pontos e construindo a redenção da personagem, colocam ele estuprando a irmã e amante? Além de não fazer sentido na história, não faz sentido pros princípios do personagem.
 
 
 
E não vamos esquecer que com isso eles fizeram Cersei, uma mulher que já sofreu inúmeros abusos por parte de Robert Baratheon, sofrer mais um que é completamente desnecessário. Por que fazer Cersei ser vítima de estupro de novo? Sabe o que tá parecendo, produção? “Hora de fazer essa vaca pagar pelo que fez” e isso não é legal. Tá certo que a Cersei tem que responder por muita coisa errada, mas fazer uma personagem feminina sofrer abuso como punição é errado, ainda mais se é gratuito, já que o original não tinha isso.
 
Várias entrevistas foram feitas com os produtores, os atores e o próprio GRRM. Sabe o que mais assusta? Na maioria delas, os entrevistados não acham que foi estupro. Porque “foi consensual no final” e “ela estava gostando”. Vocês tão falando sério?!
 
Na entrevista com GRRM ele explica sobre as circunstâncias de cada cena e porque elas são diferentes, apesar de dizer que não discutiu aquela cena com os produtores e ficou chateado por ter chocado as pessoas “da forma errada” (é, estupro faz isso com as pessoas). No livro, essa é a primeira vez que Jaime e Cersei se encontram depois de Winterfell, na série Jaime já está em Porto Real há algum tempo. Mesmo assim, eu não vejo motivo algum pra cena ser assim. Se a intenção era mostrar como Jaime está vendo que Cersei não é uma boa pessoa pra ele, dava pra resolver de forma simples: Ele fala lá que ela é detestável e vai embora, bravo. Não precisa de estupro nenhum. Não ia ter a cena de sexo, mas a galera ia sobreviver.
 
 
 
Tenho visto muitas pessoas compararem essa cena com a de Daenerys na primeira temporada e… Essa comparação é complicada, porque pra mim tanto no livro quanto na série foram estupro. No livro Drogo vai lá e pergunta se pode e ela diz que sim. Mas gente, vamos lá: Dany tem 13/14 anos, ela é uma criança com um adulto, não bastando, ela tem pânico do que o irmão dela vai fazer se aquela união der errado. E se ela tivesse dito não? Eu particularmente não acho que Drogo ia só ficar de boa, mas supondo que ficasse, o que Viserys ia fazer com ela? O que eu quero dizer é que mesmo que nada acontecesse, tinha uma pressão psicológica muito forte na Daenerys de aceitar aquela situação. Pode não ter sido explícito como na série, mas não foi consensual também.
 
Pra mim o pior de tudo é ver os comentários das pessoas. É nessas horas que eu simplesmente não entendo como as pessoas realmente acham que não existe cultura do estupro e machismo. “Ela mereceu!”, “Ela estava gostando”, “Não é estupro, vocês exageram tudo”, “É só ficção, para de reclamar e assiste”, entre outras pérolas.
 
Eu não quero saber se Cersei é a pior pessoa do universo, se ela come criancinhas e faz as pessoas pisarem no lego. Nenhuma mulher merece estupro, nenhuma, nem as personagens da ficção. E dizer “não” e “pára” tá bem longe de ser consentimento.
 
É isso galerinha, estamos de volta, com um tema não muito legal, mas importante. 
 
Curta o Ideias em Roxo no facebook!: https://www.facebook.com/IdeiasEmRoxo 
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s