25 mulheres incríveis da ficção – Dia Internacional da Mulher

Dia 8 de março é o dia internacional da mulher. Não queremos flores nem chocolates, queremos respeito e queremos todos os dias, queremos o fim da violência e da cultura misógina, queremos parar de ter medo de assédios na rua, queremos que ensinem as meninas a amarem seus corpos e não a odiá-los ou compará-los aos das outras meninas. Queremos mais representação na mídia e quando esta existir, não queremos ser estereótipos.

Sabemos como é frustrante encontrar uma série legal que não tem quase nenhuma personagem mulher, um filme onde as mulheres são sexualizadas ou um jogo onde elas não passam de estereótipos. Sabemos o que é entrar em fóruns e ouvir comentários misóginos, ter a opinião ignorada só porque somos mulheres.

Mas nós também sabemos que a representação está crescendo. Vou aproveitar o momento e agradecer (muito!) a todas as pessoas do grupo Femininjas Geeks que me ajudaram a formar essa lista. Ao mesmo tempo que fiquei triste por ter que cortar algumas personagens por causa do tamanho, fiquei feliz porque eu tinha várias pra escolher, feliz porque uma garota de 13 anos hoje vai ter muito mais representação do que eu tive quando eu tinha 13 anos, e a tendência é só crescer.

Então, pelo dia internacional da mulher, segue uma lista de 25 mulheres incríveis da ficção. A lista a seguir não está em nenhuma ordem específica.

1) Beatrix Kiddo – Kill Bill

Provavelmente uma das personagens mais marcantes de Tarantino e uma das primeiras que pensamos quando falamos em mulheres fortes. Beatrix lutou contra tudo e todos pra alcançar seu objetivo, um dos maiores exemplos de mulheres “badass” que não aceita ser colocada pra baixo. Quebra qualquer estereótipo de mulher indefesa e dá todo um novo significado ao termo “Fight Like a Girl” (Lutar como uma Garota).

2) Hermione Granger – Harry Potter

Quem não conhece Hermione? Ela é uma das bruxas mais poderosas da série de JK Rolling e mostra isso já bem cedo com toda sua inteligência. Hermione luta de igual para igual contra várias criaturas e consegue resolver todo tipo de situação, desde uma poção perigosa até um simples “socar esse cara que tá enchendo o saco”. Nas palavras de Sirius Black: “Das bruxas da sua idade, você certamente é a mais inteligente que eu já conheci”, Hermione foi um grande exemplo para as meninas da geração Harry Potter.

3) Korra – Avatar: A Lenda de Korra

“I’m the Avatar, you gotta deal with it!” (Eu sou o Avatar, você tem que lidar com isso!) é a primeira frase que ouvimos de Korra. Ninguém impede ela de fazer o que quiser, quando quiser. Korra é durona, forte, inteligente e também se importa com os outros, ela sabe que tem deveres como Avatar e ela vai lutar até o final para vencer. Korra tem um grande desenvolvimento como personagem e ao longo das temporadas acompanhamos ela por vários momentos de amadurecimento. Quer mais representação? Korra foi confirmada bissexual pelos produtores da série! And you gotta deal with it!

4) Arya Stark – Game of Thrones

A filha do meio da família Stark, Arya é outra personagem que quebra o estereótipo da menininha frágil. Arya diz que não é uma lady e sim uma loba, ela quer ser uma guerreira e em vários momentos questiona os papeis dados a homens e mulheres. Em certo momento do primeiro livro, questiona sobre só ter herdado o sobrenome do pai e diz “a mulher é tão importante quanto o homem”. Além disso, enfrenta várias situações difíceis sem medo, ela bate de frente com bandidos, guerreiros e até mesmo o rei.

5) Princesa Leia – Star Wars

Leia é uma das personagens mais importantes dos filmes, além de ser uma das únicas mulheres de destaque na primeira trilogia. Apesar de fazer parte da família real e estar numa posição privilegiada, Leia não ficava parada quando via alguma injustiça, se juntando a Aliança Rebelde na luta contra o Império. Princesa Leia está aqui pra provar que as princesas também lutam e não só ficam numa torre esperando resgate.

6) Nyota Uhura – Star Trek

Oficial-Chefe de comunicações da Enterprise, Uhura é uma das personagens mais importantes por vários motivos. Ela foi uma das primeiras mulheres num dos papéis principais em uma ficção científica, além de ser uma das maiores representações de mulheres negras no universo geek. Em um meio que é muito machista e racista, Uhura quebra vários padrões e a medida que a personagem foi ficando mais popular, ela foi ganhando mais espaço na série/filme, se tornando uma das personagens mais importantes de Star Trek.

7) Lara Croft – Tomb Raider

Uma das maiores personagens no universo gamer, a série Tomb Raider foi lançada em 1996 e faz sucesso até hoje. Lara Croft é de uma família rica, porém devido a vários acontecimentos em sua vida, ela se torna muito mais que “uma garota rica”. Lara é forte, com uma personalidade incrível e capaz de sobreviver a várias aventuras. Além dos jogos, também foram feitos filmes e quadrinhos baseados nela tamanha a sua popularidade, o que é algo muito importante considerando que o meio gamer também é muito machista.

8) Samus – Metroid

Em uma época que as pouquíssimas personagens mulheres ou eram extremamente sexualizadas ou eram só um “objetivo” do homem, em 1986, conhecemos Samus. Única sobrevivente de seu planeta natal, Samus é uma guerreira e considerada a melhor caçadora de recompensa da galáxia.

9) Princesa Diana de Themyscira – Mulher Maravilha 

A primeira super heroína da DC Comics, a Mulher Maravilha surgiu em 1941 e é uma das primeiras personagens que pensamos quando falamos sobre heroínas. Filha da rainha das Amazonas, foi mandada ao mundo dos homens para enviar uma mensagem de paz e derrotar Ares. A Mulher Maravilha luta de igual pra igual contra qualquer adversário e é um dos primeiros personagens fictícios a mostrar a força da mulher. Ela fez tanto sucesso que depois de alguns anos foi feita uma série de TV em sua homenagem.

10) Isabela – Dragon Age 2

Foi muito difícil escolher só UMA mulher pra entrar na lista em nome da série. Então por que Isabela? Ela é uma pirata e depois se tornou capitã, ela é forte, faz o que bem entende e apesar de dizer que não, tem um coração de ouro. Isabela foi tratada como lixo por várias pessoas ao longo da vida e mesmo assim ela continua firme e forte. Quando a perguntam se ela se incomoda com o que os outros falam dela, Isabela responde: “They don’t know me, I know me” (Eles não me conhecem, eu me conheço). Ela é uma grande representação para as mulheres nos jogos, além de ser outra personagem bissexual da lista!

11) Comandante Shepard – Mass Effect

Apesar de ser a personagem que o jogador controla e portanto podendo ser homem ou mulher, a versão feminina de Shepard é amada por vários fãs da série. Mesmo que o personagem possa ser moldado de qualquer forma por ser um rpg, certas coisas são sempre as mesmas: Shepard é forte, salvadora da galáxia, cria alianças e combate todos os desafios que as pessoas falavam que era impossível. Uma curiosidade: Quando a Bioware começou a fazer o primeiro Mass Effect, o primeiro modelo de Shepard era uma mulher.

12) Sophia Burset – Orange is the new Black

Sophia é uma das personagens mais amadas da série, e na minha opinião, uma das mais bem escritas. Ela se casou com uma mulher antes de se assumir trans e passa por muito preconceito tanto de fora como de dentro da família: sua esposa não quer que ela faça cirurgias para mudar seu corpo e seu filho não a aceita. A personagem é interpretada pela atriz Laverne Cox, que já disse em entrevistas que suas experiências pessoais ajudaram a compor a personagem. Ela é uma das maiores representações transexuais da mídia (e esperamos ver muito mais dela nas próximas temporadas!).

13) Clarke Griffin – The 100

A personagem principal da série, Clarke é corajosa, decidida e luta pelo seu grupo, de longe uma das personagens mais fortes da série. Ela é muito importante para as pessoas ao seu redor, já que é uma das únicas que têm algum conhecimento médico para tratar dos feridos. Por esse e outros motivos ela se torna uma das líderes do grupo. Assim como Korra, é uma personagem principal também confirmada como bissexual pelos produtores.

14) Ellie – The Last of Us

Ellie é uma das personagens principais do jogo, apesar de ter 14 anos, parece muito mais velha devido ao ambiente pós apocalíptico em que vive. Ela tem uma grande importância pra história e acompanha o personagem principal durante boa parte do jogo. Com o lançamento da DLC Left Behind, houve várias polêmicas devido a uma cena em que Ellie beija sua amiga e foi confirmado pelo escritor da personagem que ela é lésbica.

15) Viúva Negra – Os Vingadores

A única personagem feminina do grupo, Natasha Romanoff se iguala aos seus companheiros de equipe sem precisar de poderes especiais (bem, mais ou menos) já que é especialista em artes marciais e em armas de fogo. Viúva Negra é uma espiã russa que foi usada para experiências secretas do governo, depois entrando para a equipe de Os Vingadores. Viúva Negra também se enquadra na categoria de personagens “badass” que não vão abaixar a cabeça pra ninguém.

16) Éowyn – O Senhor dos Anéis

A trilogia quase não possui personagens mulheres, mas entre vários homens, Éowyn se destaca. Mesmo sendo proibida, ela foi pra guerra para defender seu povo e lutou como todos os homens lá. Uma personagem que mostra que as mulheres podem ser tão fortes qquanto os homens, se não mais, já que foi ela que derrotou o líder dos Nazgul. “No man can kill me” (Nenhum homem pode me vencer) ele diz, e Éowyn responde: “I am no man” (Eu não sou um homem).

17) San – Princesa Mononoke

Criada por uma família de lobos, San inicia uma guerra contra a vila Tababara em defesa do espírito da Floresta, já que a vila está destruindo as plantas e os animais que moram nela. San luta pelo seu povo e pelo que acredita, outra princesa que quebra o estereótipo de que todas são indefesas e precisam ser salvas, San é uma guerreira que pode se salvar e salvar sua família.

18) Clementine – The Walking Dead

Uma das personagens principais da série de jogos de The Walking Dead, Clementine é uma criança tentando sobreviver em um mundo dominado pelos zumbis. Provavelmente a personagem mais cativante do jogo, o jogador sente como se tivesse que protegê-la, mas devido as circunstâncias, Clementine mostra amadurecimento desde cedo.

19) Hit Girl – Kick Ass

Também conhecida como Mindy McCready, ela é a filha do Big Daddy e combate o crime com o pai desde cedo, portanto sabe artes marciais e como usar armas de fogo. Mesmo sendo uma criança, ela encara situações perigosas como se fosse uma adulta e é tão forte quanto os personagens mais velhos ao seu redor.

20) Mikasa Ackerman – Attack on Titan

Mikasa faz parte dos recrutas do exército treinado para lutar contra titãs. Em um mundo pós apocalíptico, são raros os que conseguem derrotar essas criaturas, porém Mikasa termina como primeira de sua turma e é considerada um prodígio “luta com a força de cem soldados”. Além disso, é uma das personagens mais complexas da série, apesar de muitas vezes parecer fria, se importa muito com seus amigos e sua família, fazendo de tudo para protegê-los.

21) Xena – Xena: A Princesa Guerreira

Uma personagem clássica que não podia ficar de fora.  Xena é a principal da série e ao longo desta vemos a personagem tentando se redimir pelos seus erros do passado. Ela não se tornou apenas um ícone da televisão, como também foi uma das primeiras personagens a colocar a mulher como a guerreira. Xena é sempre lembrada por sua força e coragem.

22) Serena Tsukino – Sailor Moon

Uma adolescente de 14 anos com uma vida normal, até que de repente ela ganha poderes e vira uma super-heroína que deve proteger o mundo. Serena é uma personagem bem construída, com defeitos e qualidades. Sailor Moon é um dos mangás/animes mais famosos do mundo, fazendo muito sucesso entre o público feminino. Quem não assistiu Sailor Moon na infância e não quis também salvar o mundo? Serena mostra que uma mulher não precisa necessariamente assumir o papel de “tomboy” para ser uma guerreira.

23) Coraline – Coraline

Tanto no filme quando no livro, Coraline é uma criança que precisa passar por situações não muito agradáveis, mas com vários significados. A maior mensagem de Coraline é enfrentar seus medos, portanto ela segue em frente. Mesmo sabendo que tem algo errado, ela também sabe que precisa enfrentar aquilo.

24) Michonne – The Walking Dead

Por onde começar? Forte, inteligente, habilidosa, mata mais zumbis que qualquer um… Michonne é uma das personagens mais amadas entre os fãs da série. Ela percebe que o mundo está caindo aos pedaços e mesmo depois de perder entes queridos, ela cria forças e se torna uma das personagens mais fortes e interessantes tanto da série quanto dos quadrinhos.

25) Fiona – Shrek

Fiona quebra estereótipos do começo ao fim. Ao invés da princesa que precisa ser salva, ela pode muito bem se salvar, além de provavelmente lutar mais que qualquer príncipe que tentou conquistá-la. Ao invés de ser “a mais bela do reino”, Fiona é uma ogra, o que afasta todos os pretendentes. Mesmo não se encaixando nos padrões de uma princesa, ela consegue seu final feliz, porque nenhuma mulher precisa seguir nenhum estereótipo pra ser feliz.

Anúncios

2 comentários sobre “25 mulheres incríveis da ficção – Dia Internacional da Mulher

  1. Muito legal sua lista, finalmente achei uma lista justa e sensata. Gostei muito mesmo, e espero que você consiga continuar realizando matérias boas assim.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s