O relacionamento abusivo entre a Arlequina e o Coringa

batman-the-animated-series-harley-quinn-joker

Esquadrão Suicida estreia essa quinta-feira. Depois de muitas pessoas empolgadas, polêmicas, muitas cenas e informações “vazadas”, finalmente veremos o resultado final. Eu já comentei algumas vezes o quanto certas coisas divulgadas do filme tem me incomodado.

Há muitos debates sobre a sexualização da Arlequina, desde a roupa que ela usa no filme até enquadramentos de câmera mostrados no trailer. Mas hoje especificamente eu gostaria de falar sobre outro aspecto ao redor da personagem da Arlequina que tem sido muito comentado ultimamente.

Antes do filme do Esquadrão Suicida começar a ser produzido, já tínhamos discussões sobre o relacionamento da Arlequina com o Coringa. Muitas pessoas romantizam essa relação como se fosse algum exemplo perfeito de amor no meio nerd. Com o lançamento do filme se aproximando, muitos ainda insistem em falar que, apesar de complicado, é um relacionamento em que os dois se amam independente de qualquer coisa.

Esse texto é para explicar que não há romance nesse relacionamento, é abuso.

O relacionamento abusivo existe quando uma das pessoas tenta ter o poder sob a outra. A pessoa abusiva busca controlar as ações do parceiro, tem um comportamento possessivo e machuca a outra no processo, podendo ser psicologicamente ou fisicamente. A Arlequina passa por tudo isso durante seu relacionamento com o Coringa, tanto nas animações quanto nos quadrinhos e romantizar isso como “complicado, mas que se amam” é um desserviço.

A Arlequina apareceu pela primeira vez no Batman durante a série animada, em 1992, como uma ajudante do Coringa. A personagem fez tanto sucesso e os criadores ficaram tão encantados com o resultado final que Arlequina acabou aparecendo mais vezes. No quadrinho Mad Love (Amor Louco) nós ficamos sabendo a origem da personagem, que já mostra como realmente era a relação entre ela e o Coringa.

Continuar lendo

A verdadeira identidade do Coringa | Esquadrão Suicida

Uma das coisas mais legais sobre fandoms são as teorias dos fãs. Ficar especulando e achando pistas sobre tal coisa muitas vezes pode ser mais divertido do que a resposta em si. Algumas teorias ficam tão famosas que saem do espaço do fandom, que é o caso sobre dessa teoria incrível sobre a verdadeira identidade do Coringa no Esquadrão Suicida.

Muitas pessoas não aceitaram bem o novo visual do personagem, seja pelos dentes de metal ou pelas tatuagens, talvez procurando alguma explicação pra isso algumas pessoas tenham se deparado com essa possibilidade. Como eu sou uma grande fã desse tipo de coisa, resolvi trazer pro blog o assunto.

Aviso de spoilers do jogo Batman: Arkham Night

Continuar lendo